Pop-ups

O TEU NOME É

10 Set: “O teu nome é” no Queer Porto

“O teu nome é” no Queer Porto

10 SETEMBRO 2021

O Teu Nome É“, de Paulo Patrício (LUNA BLUE FILM, AMBIANCES ASBL, Animais AVPL) competirá pelo Prémio Casa Comum na mais recente edição do Queer Porto, a decorrer entre 12 e 16 de outubro.

A obra é um olhar sobre o caso do assassinato de Gisberta Salce Jr., transexual, seropositiva, toxicodependente e sem-abrigo que foi violentamente torturada durante vários dias por um grupo de 14 adolescentes no Porto, em 2006. Com testemunhos de amigas transexuais de Gisberta, assim como entrevistas inéditas a dois dos envolvidos no caso. Abordando conceitos como memória, violência, condição social, discriminação e identidade de género, “O Teu Nome É” confronta dessa forma diferentes perspectivas e dimensões da condição humana.

O filme que recebeu, em julho, o Prémio My Generation no 29º Curtas Vila do Conde, marca agora presença no Queer Porto.

Mais informações aqui.

O TEU NOME É

25 Jul: “O teu nome é” vence no Curtas Vila do Conde

“O teu nome é” vence no Curtas Vila do Conde

25 JULHO 2021

O Teu nome é” de Paulo Patrício foi premiado na estreia no 29º Curtas Vila do Conde!

A mais recente curta metragem de Paulo Patrício, “O Teu nome é” foi distinguida com o Prémio “My Generation” pela generalidade do público do presente festival e nas sessões de escolas.

Uma produção Animais avpl em co-produção com Ambiences Asbl e Luna Blue Film.

O TEU NOME É

23 Jul: “O teu nome é” no Curtas Vila do Conde

“O teu nome é” no Curtas Vila do Conde

23 JULHO 2021

O realizador Paulo Patrício regressa ao Curtas Vila do Conde com a animação documental “O Teu Nome é”.

Com base na história verídica do assassinato de Gisberta Salce Júnior e partindo de entrevistas com os envolvidos e amigas da vítima de violência física e sexual extrema. Este crime teve larga cobertura mediática e gerou um debate alargado na sociedade portuguesa acerca da transfobia, contribuindo para uma sensibilização crescente em relação à igualdade de género e aos direitos humanos.

Notícia adaptada de Curtas Vila do Conde / Gabriela Costa

Alice & Mónica

18 Nov: “Agência” apresenta “Carta Branca” a Alice Guimarães e Mónica Santos

“Agência” apresenta “Carta Branca” a Alice Guimarães e Mónica Santos

18 NOVEMBRO 2019

No âmbito da celebração do seu 20º aniversário, a Agência apresenta a “Carta Branca aos Realizadores Portugueses” que, no espaço de um ano, irá percorrer os diversos festivais de cinema com sessões de celebração da cinematografia nacional do século XXI.

O décimo-terceiro acto da iniciativa Carta-Branca aos Realizadores Portugueses terá lugar no Porto, no âmbito do Porto/Post/Doc, a decorrer de 23 de novembro a 1 de dezembro. O festival desafiou as realizadoras Mónica Santos e Alice Guimarães para programar e apresentar uma sessão especial.

Mónica Santos e Alice Guimarães, a dupla de realizadoras dos galardoados filmes “Amélia & Duarte” e “Entre Sombras“, selecionaram 5 curtas-metragens para a sua Carta Branca: “Russa” de João Salaviza e Ricardo Alves Jr., “Cidade Pequena” de Diogo Costa Amarante, “Viagem a Cabo Verde” de José Miguel Ribeiro, “Kali, O Pequeno Vampiro” de Regina Pessoa, “Água Mole” de Alexandra Ramires (Xá), Laura Gonçalves. Os filmes serão apresentados no dia 25 de novembro, às 16h30, no Teatro Municipal do Porto – Rivoli.

As realizadoras inspiraram-se no tema que pauta esta edição do Porto Post Doc – a identidade – para prepararem esta sessão. Mónica Santos justifica a escolha da curta “Cidade Pequena”, de Diogo Costa Amarante, em que é possível observar-se a construção da identidade na infância através do limite do corpo e da sua mortalidade e cuja citação – “uma cidade maior um dia levá-lo-á” – leva até “Russa”, de João Salaviza e Ricardo Alves Jr., no qual a identidade adulta se confina aos espaços onde se cresce e às memórias neles contidas: dois períodos, duas identidades. Alice Eça Guimarães explora o tópico da identidade através de “Viagem a Cabo Verde”, de José Miguel Ribeiro, cujo protagonista se despe de planos e bagagens para partir à procura do essencial, e do elogio da diferença em “Kali, O Pequeno Vampiro”, de Regina Pessoa, na qual a integração surge como um processo destrutivo e regenerador que levará a personagem a aceitar as suas características inatas e exclusivas. Por fim, “Água Mole”, de Alexandra Ramires e Laura Gonçalves, cruza o documentário e a ficção, para descrever a busca de uma comunidade por uma vida melhor, abdicando de um discurso cultural construído através de várias gerações.

Notícia original Agência Curtas. Mais informações aqui.

Entre Sombras

03 Nov: “Entre Sombras” vence no Kuando

“Entre Sombras” vence no Kuando

3 NOVEMBRO 2019

Entre Sombras” venceu o prémio KuanDog de Melhor Banda Sonora Original na capital de Taiwan.

Entre Sombras“, de Alice Guimarães e Mónica Santos foi galardoado com a Melhor Banda Sonora Original, no passado sábado, na oitava edição do Festival de Animação Kuandu, que decorreu de 27 de Outubro a 3 de Novembro em Taiwan. A premiada banda sonora original foi composta por Pedro Marques, co-fundador do Jump Willy Creative Studio, que também já trabalhou em várias longas-metragens, incluindo Capitão Falcão (PT), The Team (DE), Her Side of The Bed (EUA) e Verso (EUA). Pedro Marques também ensina sobre Música para Cinema, Narrativas Musicais e o equilíbrio entre Sound Design, Música e a fronteira entre as duas disciplinas.

Este ano, a Kuandu recebeu mais de 2600 filmes de 98 países.

Notícia original Agência Curtas.

Alice & Mónica nos Prémios Sophia 2019

25 Mar: “Entre Sombras”, melhor curta-metragem de animação nos Prémios Sophia 2019

“Entre Sombras”, melhor curta-metragem de animação nos Prémios SOphia 2019

25 MARÇO 2019

Entre Sombras” de Mónica Santos e Alice Guimarães ganhou o prémio de Melhor Curta-Metragem de Animação para o qual estava nomeado aos Prémios Sophia 2019.

Realizou-se, este domingo, a cerimónia de entrega da sétima edição dos prémios Sophia. Criados pela Academia Portuguesa de Cinema estes prémios pretendem reconhecer a produção cinematográfica em 23 categorias.

Entre Sombras” é uma animação em stop motion, com recurso à técnica da pixilação, inspirada nos elementos dos filmes noir e tem como cenário a cidade do Porto, nos anos 40, envolvida em mistério e jogos de sombras. A história, narrada por Margarida Vila-Nova, acompanha a funcionária de um banco (Sara Costa), onde se depositam corações, numa aventura em busca de um coração roubado. Os vários perigos que enfrenta, na companhia de um homem misterioso (Gilberto Oliveira), conduzem-na a um dilema: dar o seu coração ou guardá-lo para si.

O filme foi co-produzido pela francesa Vivement Lundi! e pela portuguesa Um Segundo Filmes e é distribuído pela Agência da Curta Metragem. Teve estreia mundial em junho de 2018 no Festival Animafest Zagreb e, em julho em Portugal, no Curtas Vila do Conde, tendo sido distinguido em ambos com o Prémio do Público. Desde então foi também premiado em diversos festivais, um pouco por todo o mundo

A lista completa dos vencedores pode ser consultada AQUI.

Notícia original Agência Curtas.

Entre Sombras

20 Fev: “Entre Sombras” nos prémios Quirino

“Entre Sombras” nos prémios Quirino

20 FEVEREIRO 2019

“Entre sombras” é finalista da segunda edição dos Prémios Quirino de Animação Ibero-Americana, que serão atribuídos em abril, em Espanha.

Depois de terem passado por uma primeira fase de nomeação a curta de Mónica Santos e Alice Guimarães é compete agora para melhor desenho de som e música original.

Os Prémios Quirino foram criados em 2018 para reconhecer a produção de quem trabalha no cinema de animação do espaço ibero-americano, dos dois lados do Atlântico. Mais de 20 países, incluindo Portugal, estiveram na criação destes prémios.

A cerimónia de entrega dos prémios está marcada para 06 de abril, em Tenerife, em Espanha. Na véspera acontecerá um Fórum Ibero-americano de Coprodução e um Congresso Internacional da Animação Ibero-americana, dirigidos a profissionais da animação.

Os prémios foram batizados em homenagem ao realizador italo-argentino Quirino Cristiani.

Notícia original Agência Curtas.